Acidente de carro

Recomendo EXPRESSAMENTE que você assista, na íntegra, o vídeo abaixo contendo uma hora e onze minutos de cenas de acidentes automobilísticos, motocicletas e atropelamentos. Diz o ditado que "quem não conhece a história corre o risco de repeti-la", o que é a mais absoluta verdade! É da mais extrema importância assistir a cenas como estas, que adianto são bem fortes.

Assim se pode entender como acontecem os acidentes, e PORQUE acontecem os acidentes. No momento em que escrevo este artigo, estou ainda na construção geral do site. Em poucos dias estarei produzindo vídeos de minha autoria, que irão fazer diferença para a segurança no trânsito! Aguarde, pois será algo inédito; não vi nada parecido em nenhum local. Enquanto isto, assista o vídeo abaixo, e veja como acontecem os acidentes. As cenas iniciais mostram alguns atropelamentos, nos quais ficam evidentes os erros, tanto dos condutores dos veículos, quanto - e especialmente - dos pedestres. Veja por exemplo a cena em que um menino vem correndo e atravessa a rua em alta velocidade (parecia estar correndo os 100 metros rasos) sem olhar para qualquer um dos lados! Ele simplesmente veio correndo e cruzou a rua em altíssima velocidade, olhando apenas para a frente, sem fazer qualquer pausa, e o resultado não poderia ser outro... Um carro veio passando em velocidade pelo local e atingiu o menino em cheio. Temos de APRENDER quando vemos cenas como esta! E o que podemos aprender, especificamente neste caso do atropelamento do menino? Podemos aprender que JAMAIS se deve atravessar uma rua CORRENDO... evidentemente! Para atravessar qualquer rua (preste atenção em cada palavra que uso; eu disse QUALQUER) é preciso EXTREMO CUIDADO. Esta regra NÃO TEM EXCEÇÃO. Vou repetir: ESTA REGRA NÃO TEM EXCEÇÃO! Para atravessar qualquer rua (ou avenida) é preciso o mais extremo e absoluto CUIDADO. Isto significa PARAR antes da travessia (se você vinha caminhando), e OLHAR ATENTAMENTE PARA OS DOIS LADOS (independente do sentido da rua). É preciso olhar atentamente para os dois lados, e apenas seguir em frente QUANDO HOUVER ABSOLUTA CERTEZA de que não há perigo, ou seja, quando OS VEÍCULOS ESTIVEREM BEM LONGE, e ficar absolutamente claro que HÁ TEMPO SUFICIENTE para a travessia em segurança. Ao atravessar a rua é preciso CONTINUAR OLHANDO PARA OS LADOS, e evidentemente também para a frente. Ou seja, é preciso VIRAR A CABEÇA e OLHAR PARA OS LADOS, a fim de certificar de que não há perigo. Se o menino assim procedesse, não teria sido atropelado. Este atropelamento do menino é só um exemplo; o vídeo contém dezenas de outros acidentes e atropelamentos com os quais se pode muito aprender. Assista, e aguarde os meus videos!

Veja também:

  • 1